Make your own free website on Tripod.com

 

Roniwalter Jatobá de Almeida nasceu em 22 de julho de 1949 em Campanário, Minas Gerais. Aos dez anos, foi morar em Campo Formoso, Bahia, onde concluiu, em 1964, o curso ginasial. Por alguns anos, perambulou pelo sertão baiano, dirigindo um caminhão Ford, e lendo nas muitas horas vagas. Em 1970, após servir o exército em Salvador, veio para São Paulo. Trabalhou como operário "desqualificado" na Karmann-Ghia, no ABC, enquanto morava ao lado da Nitroquímica, em São Miguel Paulista. Entrou para a Editora Abril no final de 1973, na área gráfica e, cinco anos depois, auxiliado financeiramente pela empresa, formou-se em jornalismo. Foi redator das publicações infanto-juvenis desta editora e da Rio Gráfica (hoje Globo), escreveu livros e colaborou em Versus, Folha de S. Paulo, Movimento, Escrita, Ficção e outros. No final dos anos setenta viveu sete meses na Europa, num exílio voluntário. De volta, foi redator de Nosso Século, editor de textos de Movimento e Retrato do Brasil (fascículos), editor-executivo de Saúde!, Boa Forma e de publicações especiais da revista Corpo a Corpo; criou e dirigiu ainda a revista Memória e editou livros históricos na Eletropaulo.

Roniwalter Jatobá publicou Sabor de química (contos, ed. Oficina de Livros, Belo Horizonte, 1976); Crônicas da vida operária (ed. Global, contos, 1978 - prêmio Casa de las Americas, de Cuba, em 1978); Filhos do medo (romance, 1979, ed. Global), adaptado para teatro; Viagem à montanha azul (novela juvenil, 1982), inclusive editado nos Estados Unidos em 1983; Pássaro Selvagem (romance, 1985); Tiziu (romance, 1994, ed. Scritta); Juazeiro: guerra no sertão (história, 1996, ed. Ática); A crise do regime militar (história, 1997, ed. Ática); O pavão misterioso (crônicas, Geração Editorial, São Paulo, 1999); Paragens (novelas, Boitempo Editorial, 2004); O Jovem Che Guevara (biografia, Nova Alexandria, 2004).

Em antologias: Assim escrevem os paulistas (Alfa Omega, São Paulo, 1977); Zitronengas: Neue Brasilianiche Ersalhler (Kiepenheuer & Witsch, Alemanha Ocidental, 1982); Espelho mágico (Guanabara, Rio de Janeiro, 1985); Um prazer imenso (Record, Rio de Janeiro, 1986); Amor à brasileira (Traço, São Paulo, 1987); Erkundungen, 38 Brasilianiche Erzahler (Verlag Volk und Welt Berlim, Alemanha Oriental, 1988); Memórias de Hollywood (Nobel, São Paulo, 1988); Contralamúria (Casa Pindaíba, São Paulo, 1994); Trabalhadores do Brasil -- Histórias do povo brasileiro (reunião dos 40 dos maiores autores brasileiros em contos sobre o trabalho neste século, Geração Editorial, São Paulo, 1998; organizador); Com palmos medida (Fundação Perseu Abramo e Editora Boitempo, São Paulo, 1999), Os apóstolos (Nova Alexandria, São Paulo, 2002), Pátria Estranha - histórias de peregrinações e sonhos (Nova Alexandria, São Paulo, 2002).

Seus contos foram ainda incluídos em diversas antologias brasileiras e estrangeiras, havendo traduções dos mesmos em alemão, inglês, sueco e italiano. Em 1988, traduziu o livro A cavalaria vermelha, de Isaac Babel, editado pela Oficina de Livros.

Roniwalter tem dois filhos. Fernando Costa Jatobá de Almeida, tem 25 anos e trabalha com Hotelaria. Lucas Lombardi Jatobá de Almeida, autor deste website, tem 24 anos, é Diretor de Arte e trabalha com publicidade.

No período de 1996 a 2001, Roniwalter escreveu uma crônica, aos domingos, no jornal paulista Diário Popular.

Veja mais sobre o autor no website do Instituto Itau Cultural - Panorama Poesia e Cronica



Clique aqui para voltar à página principal.